Rio De Janeiro Terá Novo Aumento na Conta De Luz

Energia Solar | Rio de Janeiro

Rio De Janeiro Terá Novo Aumento na Conta De Luz

Os moradores do estado do Rio De Janeiro terão uma desagradável surpresa na conta de luz do mês que vêm: um novo aumento nas tarifas. A partir da próxima sexta feira (15/03/2019) os preços sofrerão reajustes que irão deixar a conta de luz mais cara em 11,52% (para clientes Light) e 9,72% (para clientes Enel). As principais justificativas para a aprovação deste reajuste pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), são a grande quantidade de furtos de energia, os famosos Gatos, além do baixo volume de chuvas nos meses de janeiro e fevereiro. Com isto as concessionárias de energia elétrica foram obrigadas a comprar de energia de outras distribuidoras e o acionar as usinas térmicas, aumentando seus gastos. Desta forma, esses custos estão agora sendo repassados aos mais de 11 milhões de clientes atendidos pela Light.

Vale lembrar que este aumento não leva em consideração os valores adicionais cobrados referentes as bandeiras tarifárias, já conhecido pelos clientes. Isto significa que, além deste acréscimo, nos meses de bandeira vermelha ou amarela, a conta de luz ficará ainda mais cara.Quando a conta chega ao consumidor final, ele paga pela compra da energia, transmissão, distribuição e por todos os subsídios e impostos incididos. Tudo isto somado dá origem a altíssima conta de luz paga pelo morador do estado do Rio De Janeiro.Historicamente as contas de energia no Rio De Janeiro tem sofrido com aumentos bem acima da inflação e também acima da média nacional das tarifas, durante a última década. Neste período as contas da Enel subiram 75%, enquanto na Light este incremento foi de 65%. Em contrapartida, a inflação do período medida pelo IPCA ficou em 32%, enquanto a média nacional das tarifas de energia elétrica subiu 47%.Um consumidor padrão da Light, com um consumo médio de 700 KWh por mês, que atualmente paga cerca de R$685,30 de conta de luz, verá sua fatura amentar para R$764,25 já a partir do próximo mês, com o novo reajuste. Uma alternativa viável para este consumidor economizar na conta de luz e se livrar de uma vez por todas dos constantes aumentos tarifários, é a instalação de um sistema de energia solar fotovoltaico em sua residência. Já no primeiro mês após a instalação, este cliente veria sua conta passar dos mesmos R$764,50 para a tarifa mínima, de R$ 97,80 por mês. Uma redução de 87,2% na tarifa mensal, que representa uma economia total de R$8.000 por ano a este cliente.

Tags: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *